Categorias
Carreira certa

Profissões: As Mais Valorizadas e Promissoras [2020]

Neste artigo iremos revelar:

  • Quais são as profissões do futuro;
  • Quais são as profissões que irão desaparecer nos próximos anos;
  • Como escolher a profissão certa para você;
  • Quais são os cursos que mais empregam no Brasil;
  • Quais são as profissões mais bem pagas no Brasil;
  • Quais são as profissões onde mais faltam profissionais no Brasil;
  • Quais são as profissões que existem atualmente.

Quais são as profissões do futuro? 

Ao contemplar seus planos de carreira, concentre-se não apenas no tipo de trabalho que mais lhe agrada, mas também naquele que te oferece um caminho para os empregos que estarão em alta (ou pelo menos existirão) no futuro.

Confira abaixo as 10 profissões do futuro:

  1. Desenvolvedor de aplicativos móveis
  2. Designer de UX
  3. Analista de Marketing Digital
  4. Criadores de conteúdo
  5. Analista de e-commerce
  6. Analista de sistemas
  7. Desenvolvedores full stack
  8. Engenheiros ambientais
  9. Professores online

Desenvolvedor de aplicativos móveis

Desenvolvedor mobile

O(a) Desenvolvedor Mobile atua no desenvolvimento de aplicativos ou sistemas, programando nativamente ou por meio de outras linguagens, para dispositivos móveis. Os principais sistemas operacionais mobile utilizados no mundo atualmente são o Android, da Google, e o iOS, da Apple. Este(a) profissional é responsável por todo o projeto de desenvolvimento, desde a análise das necessidades do cliente, planejamento dos recursos do aplicativo, desenvolvimento, implantação de arquitetura, ferramentas e recursos, até a realização e configuração de testes.

Conforme os dados das oportunidades divulgadas no trampos.co, a faixa salarial de um(a) estagiário(a) na área vai de R$ 1.000 a R$2.000. Para um(a) Desenvolvedor(a) Mobile Júnior a Pleno pode variar entre R$2.500 a R$7.500. Já um(a) Gerente ou Líder de Desenvolvimento, trabalhando em grandes empresas nacionais e internacionais, pode chegar a R$ 12.000.

Saiba mais sobre esta profissão neste post.

Designer de UX

Designer ux

O(a) Designer UX é quem realiza, principalmente, a elaboração de mapas de navegação do usuário, testes de usabilidade, criação, desenvolvimento e implementação de soluções inovadoras e atraentes, prototipação, fluxo do usuário e de processos, ligando a interação comunicativa às ideias de Design.

Ele(a) também é responsável por realizar benchmarks, estudos de aprimoramento, criando padrões de navegabilidade voltados a otimização de performance, engajamento e taxas de conversão de diversas plataformas.

Conforme os dados das oportunidades divulgadas no trampos.co, a faixa salarial de um(a) Designer UX varia entre R$ 2.000 e R$ 4.000. Um(a) profissional Sênior trabalhando em grandes empresas nacionais ou internacionais pode receber até R$ 8.000.

Saiba mais sobre esta profissão neste post.

Analista de Marketing Digital

Digital marketer

O objetivo de um Analista de Marketing Digital é fazer com que as marcas conquistem espaço na mente das pessoas através de sites, aplicativos, redes sociais, etc. Por isso, sua função primordial é organizar a aquisição de clientes, bem como acompanhar aqueles que já são fiéis à marca em questão. É importante analisar a ideia que está sendo vendida, avaliar os concorrentes e então iniciar o planejamento, que envolve áreas como branding, geração de visitas através de múltiplos canais e conversão dessas visitas em vendas.

Conforme os dados das oportunidades divulgadas no trampos.co, a faixa salarial de um Analista de Marketing Digital varia entre R$ 2.000 e R$ 4.000, a depender do nível. A bolsa para estagiários normalmente é de R$ 1.000.

Saiba mais sobre esta profissão neste post.

Analista de sistemas

Analista de sistemas

As principais responsabilidades de um Analista de Sistemas são projetar redes de computadores, participando ativamente da análise, estudo, seleção e planejamento de software e hardware básico e de apoio (como sistemas operacionais, bancos de dados, teleprocessamento, sistemas de gestão, etc.). Também atuar na manutenção destes serviços (preventivas ou não), garante a segurança de dados, cria políticas de backup e segurança, previne contra invasões físicas ou lógicas e mapeia todos esses procedimentos técnicos.

Segundo dados de vagas publicadas no trampos.co, a média salarial para um(a) Analista de Infraestrutura é de R$ 2.500 a R$ 4.000, podendo chegar a R$ 12.000 para profissionais de nível sênior, Especialistas ou Arquitetos de Infraestrutura. Estagiários e técnicos na área ganham por volta de R$ 1.500 a R$ 2.000.

Saiba mais sobre esta profissão neste post.

Criadores de conteúdo

Criador de conteúdo

O Criador de conteúdo é o profissional que atua na produção de textos para web, em estratégias de marketing digital. Ele atua tanto escrevendo artigos para blogs quanto publicações para redes sociais. Também pode ser requisitado para a descrição de produtos em sites ou para elaborar textos para e-mail marketing, newsletters, cartas de vendas e landing pages, por exemplo.

Conforme os dados das oportunidades divulgadas no trampos.co, a faixa salarial de um criador de conteúdo varia entre R$ 2.000 e R$ 4.000, a depender do nível. A bolsa para estagiários normalmente é de R$ 1.000.

Saiba mais sobre esta profissão neste post.

Gerente de E-commerce

Gerente de e-commerce

Gerente de E-commerce é o profissional responsável por gerenciar, coordenar e controlar projetos de comércio eletrônico. Um Gerente de E-commerce organiza a loja virtual da empresa, gerenciando todo o processo de vendas online. Está sob as responsabilidades de um Gerente de E-commerce gerenciar todo o processo de vendas online, elaborar relatórios, monitorar a concorrência, fazer a supervisão dos fornecedores no comprimento de metas, aumentar o número visitas do site e cuidar para que essas visitas sejam qualificadas, aumentando consequentemente a taxa de conversão das suas diversas estratégias.

Conforme os dados das oportunidades divulgadas no trampos.co, a faixa salarial de um Gerente de E-commerce varia entre R$ 1.500 e R$ 3.500. Já a bolsa para estagiários normalmente é de R$ 1.000 até R$ 1.500,00. Os salários para Desenvolvedores podem chegar a R$ 4.000.

Saiba mais sobre esta profissão neste post.

Desenvolvedores full stack

Desenvolvedor full stack

Atualmente a demanda por profissionais multidisciplinares é evidente em todas as áreas de Comunicação e TI. Em desenvolvimento, especificamente, o Desenvolvedor Full Stack tem se destacado por ser o “canivete suíço”. Ele atua tanto em Front-end (interface, UX, corte) quanto em Back-end (servidor, banco de dados, modelagem, programação, estruturação de dados e implementação). É o profissional que consegue receber, entender e entregar um projeto completo.

Conforme os dados de oportunidades em que a faixa salarial foi divulgada no trampos.co, os salários variam de R$ 4.000 a R$ 8.000. Estágios na área podem chegar a R$ 2.000. Em grandes empresas nacionais e internacionais, profissionais de nível Sênior podem receber remunerações de até R$20.000.

Saiba mais sobre esta profissão neste post.

Engenheiros ambientais

Engenheiro ambiental

O Engenheiro Ambiental é um profissional de grau superior que atua na identificação, manejo, tratamento e controle de problemas ambientais, assim como na apresentação, planejamento, execução e monitoração das soluções para esses problemas. O engenheiro ambiental também está capacitado a criar essas soluções respeitando a natureza, a sociedade e os tratados e leis ambientais nacionais e internacionais.

Entre as áreas de especialização da engenharia ambiental, podemos citar: tratamento de água e esgotos, mineração, gestão de recursos hídricos, poluição da água/solo/ar, remediação de áreas degradadas, planejamento energético e energias renováveis, tecnologias limpas, economia ambiental, educação ambiental, auditorias e diagnósticos ambientais, gerenciamento de resíduos sólidos, entre outras.

A engenharia ambiental está entre as carreiras mais promissoras do Brasil, sendo que o salário de um engenheiro, mesmo em início de carreira, é um dos mais altos do país.

A remuneração média do Engenheiro Ambiental vai de R$ 2.200 a R$ 9.000, dependo do porte da empresa contratante e da experiência do profissional.

Saiba mais sobre esta profissão neste post.

Professores online

Professor online

Semelhante ao ensino tradicional, o Professor Online é aquela pessoa que tem um conhecimento específico e quer transmiti-lo para outras pessoas dando aulas.

Mas a grande diferença aqui é que, com as aulas online, o professor ensina suas matérias usando recursos disponibilizados pela internet, ou seja, sem estar fisicamente presente em uma sala de aula com seus alunos.

Muito se engana quem pensa que o professor online é apenas aquela pessoa que já trabalha dando aulas e que ensina matérias como português, matemática, física e geografia.

É claro que se você tem esse tipo de formação – principalmente a licenciatura -, você provavelmente terá muito mais facilidades para dar aulas online.

Porém, mesmo que você não tenha a carreira de professor como sua principal fonte de renda, saiba que se você tem um conhecimento específico em qualquer área, é possível ser um professor online. Para isso, você depende apenas de ter algo para ensinar e pessoas que queiram saber mais sobre o tema que você tem para passar.

O salário médio nacional de Professor Online é de R$4.899 no Brasil.

Saiba mais sobre esta profissão neste post.

Quais são as profissões que irão desaparecer nos próximos anos?

Fique atento a lista abaixo, ela revela as profissões que irão desaparecer nos próximos anos:

  1. Piloto de avião
  2. Anestesista
  3. Analista de investimento
  4. Engenheiro de software
  5. Contadores e auditores
  6. Headhunter e recrutador (RH)
  7. Assistente jurídico
  8. Repórteres e jornalistas
  9. Analistas financeiros
  10. Corretores de seguro e analistas de risco

Piloto de avião

O termo “piloto automático” está longe de soar estranho. Atualmente, na maior parte do tempo sistemas computadorizados já pilotam as aeronaves. A interferência humana acontece especialmente nas etapas de decolagem e pouso, mas diversas empresas já fazem testes de aviões 100% autônomos.

A BAE Systems testa um bimotor com 16 lugares e a empresa Universal Robots desenvolveu um braço robótico que foi capaz de pilotar um Boeing 737 com sucesso em um simulador. Estudos apontam que a economia anual pode ser de até 35 bilhões de dólares por ano (estimativas da UBS) caso grande parte dos voos comerciais fossem feitos sem a presença de pilotos humanos.

Anestesista

A gigante Johnson & Johnson desenvolveu o robô Sedasys que aplica com sucesso anestesias em pacientes que serão submetidos a tratamentos mais simples em clínicas e hospitais.

O custo por procedimento cai de US$ 2.000 para US$ 150 e um médico é capaz de acompanhar múltiplos procedimentos em paralelo assim como acontece nas cirurgias com robôs.

Apesar da venda do produto ter sido suspensa recentemente para maturação, os testes feitos em quatro hospitais americanos evidenciaram que em um futuro breve esta profissão deve ser automatizada.

Analista de investimento

Um terço das vagas de trabalho nos bancos de investimento em Wall Street desapareceram desde o ano 2000, segundo o autor futurista Martin Ford.

Isso não aconteceu apenas pela digitalização das operações que eliminou andares de pessoas ao telefone comprando e vendendo ações.

Os robôs que operam em alta frequência (HFT) já representam hoje mais de 50% das operações diárias no mercado americano de ações.

A competição não é mais pelo melhor analista, mas pelo melhor algoritmo capaz de entender as condições do mercado e tomar decisões de investimento.

Engenheiro de software

Engenheiros de software são escassos e têm altos salários especialmente no Vale do Silício. Ainda estamos na era da transformação digital dos negócios e isso requer exércitos de programadores.

Estamos entrando na era onde a inteligência artificial e os frameworks de programação em alto nível permitem que software gere mais software.

Desta forma, devemos ter uma gradual redução na demanda por engenheiros de software e um aumento na demanda de analistas de negócio capazes de modelar processos para que sejam então automatizados por “programadores robôs”.

Contadores e auditores

Dois movimentos complementares devem impactar estas profissões: digitalização dos processos e aumento no uso de Blockchain.

Contadores ainda estão envolvidos com tarefas que podem ser automatizadas em grande escala sendo a brasileira Contabilizei um exemplo de disrupção nesta área (a startup é considerada a empresa contábil mais inovadora do mundo segundo a Fast Company).

Além disso, com as criptomoedas e registro de operações em Blockchain, o conceito de contabilidade desaparece, visto que todas as transações são públicas e tecnicamente impossíveis de serem fraudadas. O mesmo vale para auditores

Headhunter e recrutador (RH)

A convergência entre poderosos algoritmos de inteligência artificial, especialistas entre traçar o “match” entre demanda e oferta, vai substituir a busca curricular tradicional.

Muito além do que o uso de filtros, esses algoritmos são capazes de avaliar fotos, vídeos, posts e e-mails enviados por pessoas. Vivemos também a era da exposição virtual a todo momento, muito mais do que o currículo que uma pessoa envia para uma empresa, já é prática comum entrevistadores e psicólogos utilizarem essas fontes para entender o perfil do candidato.

O fluxo será o mesmo, mas desta vez feito por robôs. Vale lembrar também que reviews de competências e a satisfação com trabalhos passados devem estar armazenados no Blockchain dentro de 10 anos, criando um sistema de review público no estilo Uber para todos os profissionais.

Assistente jurídico

Soluções que utilizam inteligência artificial, apoiadas no Watson, da IBM, por exemplo, já conseguem realizar tarefas repetitivas de análise de processos e termos jurídicos com eficiência e precisão muito maiores do que quando as mesmas tarefas são realizadas por seres humanos.

Advogados que executam atividades que dependem de interpretação e deduções subjetivas continuarão sendo cada vez mais valiosos, mas assistentes jurídicos, principalmente em início de carreira, que realizam as tarefas repetitivas inerentes à atividade jurídica, fatalmente, serão substituídos por soluções de inteligência artificial.

Repórteres e jornalistas

Em termos objetivos, escrever não é exatamente um problema para a inteligência artificial. Desde 2014, a Associated Press usa softwares inteligentes para escrever relatórios quadrimestrais de faturamento.

Segundo o The Verge, mais de 3.000 relatórios são produzidos por inteligência artificial a cada trimestre. Não é fora de propósito vislumbrar que sites de conteúdo poderão existir, no futuro próximo, sem nenhum humano envolvido na produção deste conteúdo.

Analistas financeiros

Analistas capazes de avaliar as contas e as finanças de uma empresa já foram considerados indispensáveis pela sua capacidade de identificar tendências que poderiam causar impacto significativo no negócio em um piscar de olhos, permitindo ajustes temporais de estratégia ou portfólio que poderiam gerar bilhões em economia.

Mas analistas humanos não conseguem mais competir com softwares de análise financeira que usam inteligência artificial e que podem ler e reconhecer tendências em dados históricos para prever movimentos futuros de mercados.

Corretores de seguro e analistas de risco

A quase totalidade do que corretores de seguro e analistas de risco fazem hoje já pode ser feito por computadores utilizando big data e machine learning.

Realização de cotações, cálculos de prêmio e custos de apólice, avaliação de riscos individuais e coletivos, ganham em eficiência e robustez, em termos de base de dados de referência, quando softwares parametrizáveis colocam nas mãos do segurado as possibilidades de simulações e contratação dos seguros de forma automatizada.

E, à medida em que novas ferramentas incorporem inteligência artificial, o processo decisório na realização de um seguro será completamente automatizado, tornando os profissionais em questão obsoletos.

Como escolher a profissão certa para você?

Saiba como escolher a profissão certa para você com essas 9 dicas:

  1. Conheça a si mesmo;
  2. Informe-se sobre as profissões/carreiras que existem na sua área de interesse;
  3. Converse com profissionais formados;
  4. Descubra se as profissões/carreiras que te interessam serão extintas no futuro;
  5. Descubra qual é a remuneração média das profissões/carreiras que te interessam;
  6. Descubra se as profissões/carreiras que te interessam estão com com déficit de profissionais no momento (isso pode sinalizar uma alta valorização da mão-de-obra em um futuro próximo);
  7. Faça um teste vocacional orientado por um profissional competente;
  8. Vestibular não é o fim do mundo;
  9. Não se deixe levar: quem escolhe a sua profissão é você.

Quais os cursos que mais empregam no Brasil?

De acordo com um levantamento feito pelo Quero Bolsa em 2018, com base nos dados fornecidos pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), as profissões que mais empregam são Analista de Desenvolvimento de Sistemas, Enfermeiro, Farmacêutico e Administrador.

Confira a lista das PROFISSÕES que mais empregam:

  • Analista de Desenvolvimento de Sistemas: 51.102 contratações
  • Enfermeiro: 50.495 contratações
  • Farmacêutico: 41.257 contratações
  • Administrador: 34.456 contratações
  • Analista de Recursos Humanos: 18.557 contratações
  • Contador: 18.037 contratações
  • Analista de Suporte Computacional: 15.562 contratações
  • Analista de Negócios: 13.512 contratações
  • Programador de Sistemas de Informação: 13.116 contratações
  • Médico Clínico: 12.587 contratações

Confira a lista dos CURSOS que mais empregam:

  • Curso Análise e Desenvolvimento de Sistemas
  • Curso Enfermagem
  • Curso Farmácia
  • Curso Administração
  • Curso Psicologia e Recursos Humanos
  • Curso Ciências Contábeis
  • Curso Sistemas de Informação e Ciência da Computação
  • Curso Engenharias, Administração e Processos Gerenciais
  • Curso Sistemas da Informação, Engenharia da Computação e Ciência da Computação
  • Curso Medicina

Quais são as profissões mais bem pagas no Brasil? 

Confira a lista das 10 profissões MAIS BEM PAGAS no Brasil:

  1. Medicina: R$ 8.459,45 por mês (salário médio)
  2. Setor Militar e de Defesa: R$ 7.695,84 por mês (salário médio)
  3. Engenharia de Transportes: R$ 6.052,56 por mês (salário médio)
  4. Engenharia Química: R$ 5.815,28 por mês (salário médio)
  5. Engenharia Civil: R$ 5.768,19 por mês (salário médio)
  6. Engenharia Mecânica e Metalúrgica: R$ 5.500,30 por mês (salário médio)
  7. Odontologia: R$ 5.367,31 por mês (salário médio)
  8. Engenharia: R$ 5.242,91 por mês (salário médio)
  9. Engenharia Elétrica e Automação: R$ 4.835,37 por mês (salário médio)
  10. Estatística: R$ 4.780,29 por mês (salário médio)

Acesse os sites abaixo para encontrar as vagas nas profissões mais bem pagas no Brasil:

Quais são as profissões onde mais faltam profissionais no Brasil?

Confira a lista das PROFISSÕES ONDE MAIS FALTAM PROFISSIONAIS no Brasil:

  • Representante e Gerente de Vendas
  • Gerente de Marketing de Performance
  • Advogado Contencioso Legal
  • Advogado de Compliance
  • Gerente de Planejamento Financeiro
  • Especialista Tributário
  • Gerente de Parcerias e Canais
  • Business Partner Sênior
  • Especialista em Remuneração
  • Cientista e Engenheiro de Dados
  • Desenvolvedor Back-end
  • Desenvolvedor Mobile
  • Gerente Comercial
  • Gerente de Desenvolvimento de Negócios
  • Consultor de Investimentos
  • Gerente (Office Manager)

Quais as profissões que existem atualmente?

Confira abaixo uma lista com as principais profissões (divididas por áreas).

Administração, negócios e serviços

  • Administração
  • Administração Pública
  • Agronegócios e Agropecuária
  • Ciências Aeronáuticas
  • Ciências Atuariais
  • Ciências Contábeis
  • Ciências Econômicas
  • Comércio Exterior
  • Defesa e Gestão Estratégica Internacional
  • Gastronomia
  • Gestão Comercial
  • Gestão de Recursos Humanos
  • Gestão de Segurança Privada
  • Gestão de Seguros
  • Gestão de Turismo
  • Gestão Financeira
  • Gestão Pública
  • Hotelaria
  • Logística
  • Marketing
  • Negócios Imobiliários
  • Pilotagem profissional de aeronaves
  • Processos Gerenciais
  • Segurança Pública
  • Turismo

Artes e Design

  • Animação
  • Arquitetura e Urbanismo
  • Artes Visuais
  • Comunicação das Artes do Corpo
  • Conservação e Restauro
  • Dança
  • Design
  • Design de Games
  • Design de Interiores
  • Design de Moda
  • Fotografia
  • História da Arte
  • Jogos Digitais
  • Luteria
  • Música
  • Produção Cênica
  • Produção Fonográfica
  • Teatro

Ciências Biológicas e da Terra

  • Agroecologia
  • Agronomia
  • Alimentos
  • Biocombustíveis
  • Biotecnologia
  • Biotecnologia e Bioquímica
  • Ciência e Tecnologia de Alimentos
  • Ciências Agrárias
  • Ciências Biológicas
  • Ciências Naturais e Exatas
  • Ecologia
  • Geofísica
  • Geologia
  • Gestão Ambiental
  • Medicina Veterinária
  • Meteorologia
  • Oceanografia
  • Produção de Bebidas
  • Produção Sucroalcooleira
  • Rochas Ornamentais
  • Zootecnia
  • Ciências Exatas e Informática

Análise e Desenvolvimento de Sistemas

  • Astronomia
  • Banco de Dados
  • Ciência da Computação
  • Ciência e Tecnologia
  • Computação
  • Estatística
  • Física
  • Gestão da Tecnologia da Informação
  • Informática Biomédica
  • Matemática
  • Nanotecnologia
  • Química
  • Redes de Computadores
  • Segurança da Informação
  • Sistemas de Informação
  • Sistemas para Internet

Ciências Sociais e Humanas

  • Arqueologia
  • Ciências do Consumo
  • Ciências Humanas
  • Ciências Sociais
  • Cooperativismo
  • Direito
  • Escrita Criativa
  • Estudos de Gênero e Diversidade
  • Filosofia
  • Geografia
  • Gestão de Cooperativas
  • História
  • Letras
  • Libras
  • Linguística
  • Museologia
  • Pedagogia
  • Psicopedagogia
  • Relações Internacionais
  • Serviço Social
  • Serviços Judiciários e Notariais
  • Teologia
  • Tradutor e Intérprete

Comunicação e Informação

  • Arquivologia
  • Biblioteconomia
  • Cinema e Audiovisual
  • Comunicação em Mídias Digitais
  • Comunicação Institucional
  • Comunicação Organizacional
  • Educomunicação
  • Estudos de Mídia
  • Eventos
  • Gestão da Informação
  • Jornalismo
  • Produção Audiovisual
  • Produção Cultural
  • Produção Editorial
  • Produção Multimídia
  • Produção Publicitária
  • Publicidade e Propaganda
  • Rádio, TV e Internet
  • Relações Públicas
  • Secretariado
  • Secretariado Executivo

Engenharia e Produção

  • Agrimensura
  • Aquicultura
  • Automação Industrial
  • Construção Civil
  • Construção Naval
  • Eletrônica Industrial
  • Eletrotécnica Industrial
  • Energias Renováveis
  • Engenharia Acústica
  • Engenharia Aeronáutica
  • Engenharia Agrícola
  • Engenharia Ambiental e Sanitária
  • Engenharia Biomédica
  • Engenharia Bioquímica, de Bioprocessos e Biotecnologia
  • Engenharia Cartográfica e de Agrimensura
  • Engenharia Civil
  • Engenharia da Computação
  • Engenharia de Alimentos
  • Engenharia de Biossistemas
  • Engenharia de Controle e Automação
  • Engenharia de Energia
  • Engenharia de Inovação
  • Engenharia de Materiais
  • Engenharia de Minas
  • Engenharia de Pesca
  • Engenharia de Petróleo
  • Engenharia de Produção
  • Engenharia de Segurança no Trabalho
  • Engenharia de Sistemas
  • Engenharia de Software
  • Engenharia de Telecomunicações
  • Engenharia de Transporte e da Mobilidade
  • Engenharia Elétrica
  • Engenharia Eletrônica
  • Engenharia Física
  • Engenharia Florestal
  • Engenharia Hídrica
  • Engenharia Industrial Madeireira
  • Engenharia Mecânica
  • Engenharia Mecatrônica
  • Engenharia Metalúrgica
  • Engenharia Naval
  • Engenharia Nuclear
  • Engenharia Química
  • Engenharia Têxtil
  • Fabricação Mecânica
  • Geoprocessamento
  • Gestão da Produção Industrial
  • Gestão da Qualidade
  • Irrigação e Drenagem
  • Manutenção de aeronaves
  • Manutenção Industrial (T/L)
  • Materiais
  • Mecatrônica Industrial
  • Mineração
  • Papel e Celulose
  • Petróleo e Gás
  • Processos Metalúrgicos
  • Processos Químicos
  • Produção Têxtil
  • Saneamento Ambiental
  • Segurança no Trabalho
  • Silvicultura
  • Sistemas Biomédicos
  • Sistemas de Telecomunicações
  • Sistemas Elétricos
  • Sistemas Embarcados
  • Transporte

Saúde e Bem-estar

  • Biomedicina
  • Educação Física
  • Enfermagem
  • Esporte
  • Estética e Cosmética
  • Farmácia
  • Fisioterapia
  • Fonoaudiologia
  • Gerontologia
  • Gestão Desportiva e de Lazer
  • Gestão em Saúde
  • Gestão Hospitalar
  • Medicina
  • Musicoterapia
  • Naturologia
  • Nutrição
  • Obstetrícia
  • Odontologia
  • Oftálmica
  • Optometria
  • Psicologia
  • Quiropraxia
  • Radiologia
  • Saúde Coletiva
  • Terapia Ocupacional

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *